financiamento de casa

O financiamento de casa pode ser a melhor escolha para quem não tem todo o dinheiro reservado. Saiba agora o que considerar!

O desejo de ter a casa própria é quase tão comum quanto andar para frente. Sair do aluguel e ter um lugar para chamar de “meu lar” cerca os pensamentos de muita gente.

Na maioria das situações, o mais difícil é reunir todo o dinheiro para construir ou comprar uma casa pronta. É aí que entra o financiamento de casa na sua vida.

Contudo, antes de sair correndo atrás de um financiamento, é preciso ficar atento para não cometer erros comuns aos que não analisam com calma o seu caso. Preste atenção no que você precisa saber antes de assinar um contrato. Leia todo o conteúdo!

Qual é o meu orçamento?

O primeiro passo parece óbvio. Se eu consigo planejar ou pelo menos controlar a minha vida financeira, sei que vou ter um dinheiro para dar de entrada no imóvel.

Se o dinheiro para oferecer como entrada do financiamento de casa já está reservado, o que começa agora é a busca pelo melhor financiamento.

O seu orçamento deve levar em conta a quantidade e os valores das parcelas, além do valor da entrada.  É necessário ainda, levantar quais são as suas garantias de renda a longo prazo, considerando que este é um grande investimento.

A dica de vários especialistas é não comprometer mais de 30% dos seus rendimentos com parcelas e dívidas mensais.

Tá fazendo as contas agora? É bom fazer, para não ser pego de surpresa. 

Taxas de juros

 Faça uma pesquisa de financiamento de casa em mais de uma instituição financeira, como os bancos. As taxas de juros podem variar de acordo com cada lugar.

Essa pesquisa é fundamental, pois quanto mais alta for a taxa de juros, maior deverá ser a parcela e o valor final do financiamento.

Prefira um tipo de financiamento com uma taxa de juros fixa mais a TR (Taxa Referencial) e pelas correções feitas pelo SAC (Sistema de Amortização constante). Neste caso, as parcelas são decrescentes e os juros normalmente são menores.

Que tipo de móvel você quer?

Orçamento em mãos, pesquisa de imóveis na internet e nas imobiliárias. E aí, já definiu qual é o seu tipo de imóvel?

Antes de fazer o financiamento de casa, é preciso que você saiba qual é o seu tipo de imóvel. Pense no tamanho, pois como é uma compra sendo feita para o presente e futuro, as suas necessidades podem aumentar. Já imaginou se a família aumentar e você não tiver mais espaço?

Pesquise sobre imóveis usados, novos ou seminovos. Imóveis na categoria novos costumam ter um preço mais alto, porém, podem trazer mais opções de entretenimento, como piscinas e quadras de esporte.

Em contrapartida, construir uma casa também pode ser uma boa ideia. “Sua casa, seu jeito”. Mas, como nas opções anteriores, pesquise antes de decidir.

Quais documentos eu preciso?

Na maioria dos financiamentos de casa, os documentos exigidos são:

  • RG
  • CPF
  • Certidão de nascimento ou casamento (se houver)
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de renda
  • Declaração do imposto de renda e extrato bancário dos últimos três meses
  • Certidão da matrícula do imóvel
  • IPTU do imóvel
  • Certidão negativa de tributos imobiliários

* Vale lembrar que os documentos podem variar de uma instituição financeira para outra.

O que me impede de conseguir um financiamento de casa?

 Quando o assunto é financiamento de casa, as respostas negativas das instituições financeiras têm, em sua maioria, os seguintes argumentos:

  • Nome da pessoa no cadastro negativo do SERASA ou do SPC (Serviços de Proteção ao Crédito)
  • A propriedade tem algum impedimento jurídico ou está hipotecada
  • Valor das prestações comprometer mais de 30% da renda do comprador ou de sua família
  • O imóvel não estar registrado no Cartório de Registros de Imóveis do município onde está o imóvel

Posso usar o meu FGTS?

Essa é uma dúvida bastante frequente. O fato é que pode usar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) na compra de um imóvel. Há quem use para abater algumas parcelas e ficar devendo menos no banco e terminar o pagamento geral mais cedo.

Para sacar esse valor, é preciso consultar as regras e confirmar se você tem dinheiro no seu FGTS. Se a resposta for positiva, é uma boa escolha usá-lo para este propósito.

E aí, tirou as suas dúvidas sobre o financiamento de casa? Aproveite também para ler o texto 7 sinais de que você deseja sair do aluguel! Tá muito bacana!

Construir ou não uma casa de madeira?

Nós temos super dicas que podem ajudar na sua decisão!

Nome:

E-mail:

Celular:

Cidade:

Você já possui residência?

Nos próximos 12 meses você prentende: